País

Operação “Baco” – GNR intensifica, entre o dia 28 de fevereiro e 01 de março, a fiscalização da condução

A Guarda Nacional Republicana intensifica, entre o dia 28 de fevereiro e 01 de março, a fiscalização da condução sob influência de álcool e de substâncias psicotrópicas e o combate à criminalidade em todo o território nacional.

As 594 ações de fiscalização previstas, levadas a cabo por um efetivo de 1505 militares da Unidade Nacional de Trânsito, dos Comandos Territoriais e da Unidade de Intervenção, serão direcionadas para as vias onde as infrações por excesso de álcool são mais frequentes e dão origem a um risco acrescido de acidentes de viação (sobretudo para as estradas nacionais, regionais e municipais de acesso a estabelecimentos de diversão noturna) e nos casos em que existam dados ou indícios da prática de ilícitos de natureza criminal.

No presente ano, até ao dia 25 de fevereiro, foram fiscalizados 192 444 condutores, dos quais 4 107 conduziam com taxa de álcool no sangue (TAS) superior ao permitido por lei, tendo 1 636 destes sido detidos por conduzirem com taxa crime (igual/superior a 1,20 gramas/litro).

A redução dos índices de sinistralidade rodoviária continua a ser uma prioridade para a GNR, estando planeadas para este ano diversas operações nacionais, dirigidas em específico para as três principais fatores de agravamento de sinistralidade rodoviária: condução sob o efeito do álcool, excesso de velocidade e não utilização dos cintos de segurança.

Com esta operação, a GNR tenciona contribuir para a tendência de diminuição de vítimas mortais resultantes de acidentes rodoviários nas estradas portuguesas.

Fonte: GNR

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo