Vila Verde

Presidente do CDS-PP Vila Verde defende município mais amigo das famílias

O presidente da Comissão Política Concelhia do CDS-PP de Vila Verde, Paulo Marques, considera que são essenciais medidas para tornar o concelho de Vila Verde mais amigo das famílias. O líder do CDS-PP de Vila Verde está “convicto” de que a Câmara Municipal de Vila Verde irá aprovar a redução do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) em função do número de filhos, conforme o proposto na recomendação avançada pela bancada do partido e aprovada por unanimidade na Assembleia Municipal de 28 de fevereiro.

“Vila Verde deve pensar mais e mais seriamente este tema e encontrar medidas, esta e outras, que estimulem as famílias do concelho e de fora a quererem viver cá”, disse em declarações ao VilaVerde.net o presidente da Comissão Política Concelhia do CDS-PP de Vila Verde, defendendo que a redução do IMI se apresentará também como um incentivo ao aumento da natalidade.

O CDS-PP de Vila Verde acredita que esta é uma medida que em tudo beneficiará as famílias que já vivem no concelho, bem como as futuras que aqui se venham a fixar, uma vez que contribui para uma poupança no orçamento familiar. Aliado a este facto o partido considera assim que a decisão de ter filhos não será considerada uma penalização.

Apesar da importância que a redução do IMI apresenta para incentivar a natalidade, Paulo Marques reconhece que “uma medida isolada não chega”, como tal “é preciso existir uma estratégia mais abrangente e ampla de medidas com estímulos e sinais às famílias”.

A redução do IMI é “um forte sinal para as famílias que este Concelho é um Concelho amigo e que quer as famílias cá”, afirmou ainda ao VilaVerde.net o presidente da concelhia do CDS-PP.

De recordar que a recomendação efetuada pelo CDS-PP de Vila Verde tem como base o benefício fiscal aprovado pelo Governo, que permite aos municípios deliberarem uma redução de 10% na taxa de IMI para famílias com um filho, de 15% para famílias com dois filhos e 20% para as famílias com três ou mais filhos.

Apesar da importância que a redução do IMI apresenta para incentivar a natalidade, Paulo Marques reconhece “que uma medida isolada não chega”, como tal “é preciso existir uma estratégia mais abrangente e ampla de medidas com estímulos e sinais às famílias”.

A recomendação do CDS foi votada por unanimidade na Assembleia Municipal e o executivo camarário deverá discutir e estipular as medidas nas próximas reuniões de câmara para que as mesmas sejam posteriormente remetidas para aprovação na Assembleia Municipal.

Desertificação e envelhecimento “deve ser uma preocupação central do município”

Paulo Marques lembra ainda que “a desertificação e envelhecimento do concelho é visível a todos e deve ser uma preocupação central do município”, reforçando que acredita que também este seja um tema que preocupa o executivo da Câmara Municipal de Vila Verde.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo