Vila Verde

Vila Verde juntou jovens e idosos para criar um livro sobre a felicidade


O Município de Vila Verde não deixou passar em claro o Dia Internacional da Felicidade, que se comemora hoje, e juntou crianças e idosos para darem vida a uma obra em que a felicidade é o tema central. O nome do Livro Gigante, “A Felicidade é…”, não deixa espaço para dúvidas e espelha claramente o âmbito da obra. A apresentação do livro decorreu no período vespertino, no auditório do Centro de Arte e Cultura de Vila Verde. A literatura não foi o único atractivo, uma vez que a sessão foi embelezada pela actuação da Orquestra da Academia de Música de Vila Verde.

Presente na cerimónia, a vereadora da Cultura deixou uma palavra de apreço ao esforço conjunto que permitiu criar uma obra muito particular. “Este livro percorreu todas as instituições do concelho ao longo de um ano e podemos agora através desta compilação ler as vossas histórias felizes”, afirmou Júlia Fernandes, que reforçou a importância da actividade. “Hoje é um dia muito especial para o Município de Vila Verde, pois comemorou o dia da Árvore, da Poesia e da Felicidade. Mas este é um momento muito especial porque estamos todos aqui para apresentar um livro dedicado à Felicidade e que foi feito com tanto amor e tanto carinho por todos vocês, crianças e idosos das nossas instituições”, sublinhou.

Acção de solidariedade preencheu a manhã

No entanto, o lançamento do livro não foi a única actividade organizada para comemorar a efeméride, já que a manhã foi dedicada à solidariedade. A EB 2,3 de Vila Verde foi palco de uma campanha de recolha de bens alimentares a favor dos mais carenciados do concelho. A iniciativa serviu também para divulgar duas unidades vilaverdenses de apoio social, o Banco Local de Voluntariado e da Loja Social de Vila Verde.

O Município de Vila Verde apresenta de forma resumida a descrição do trabalho desenvolvido por cada um. “A Loja Social tem como missão prestar um serviço que permita atenuar as dificuldades e necessidades imediatas das famílias carenciadas do Concelho, através da distribuição de bens de várias espécies. Por seu lado o Banco Local de Voluntariado é um espaço de encontro entre pessoas que expressam a uma disponibilidade e vontade para serem voluntários e entidades que os pretendem integrar”, pode-se ler em comunicado enviado para a redacção do Vilaverde.net.

12

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo