Braga

CDU defende reposição de subsídio para colónias de férias

Partilhe esta notícia!

Uma delegação da coligação PCP-PEV, integrada pelo segundo candidato da lista às próximas eleições legislativas, Pedro Ribeiro, visitou, a convite da Junta de Freguesia de S. Vítor, as instalações da Segurança Social na Apúlia, em Esposende, a propósito da realização das Colónias de Férias Balneares organizadas por aquela entidade. Pedro Ribeiro teve oportunidade ainda de ouvir as preocupações tanto daquela Junta de Freguesia como dos trabalhadores do CCD da Segurança Social de Braga, responsáveis pela gestão do edifício.

Este ano sentiram-se já as consequências da decisão da Segurança Social de suprimir o financiamento e apoio à gestão dos edifícios de Colónias Balneares em regime de acolhimento, obrigando-as a fechar portas. Este corte no financiamento impossibilitou as juntas de freguesia e outras instituições de utilizarem as instalações na Apúlia para as suas colónias de férias.

O Presidente da Junta de Freguesia de S. Vítor, Ricardo Silva, admitiu terem feito um esforço em manter a iniciativa por considerar que ela consiste num verdadeiro serviço público e social, tendo investido mais de 10 mil euros nesta edição, 300% mais que no ano passado. No entanto, devido à decisão da Segurança Social, a Junta viu-se obrigada a reduzir o número de turnos que fazia, dos habituais quatro para dois.

Ricardo Silva acrescentou não saber se continuarão a ter a capacidade financeira de suportar, à semelhança deste ano, esta iniciativa, realçando ainda que o apelo que fez ao chamar a atenção para este problema se estende ao facto de a maior parte das instituições não ter forma de suportar custos deste tipo. O Presidente da Junta avaliou este corte no financiamento como um erro inconsistente com a prestação de um serviço público e social que a Segurança Social deveria assegurar.

Pedro Ribeiro partilhou das preocupações levantadas durante a visita, lembrando que o PCP tinha já questionado o devido Ministério aquando do anúncio do fecho da Colónia de Férias da Apúlia, nomeadamente no que dizia respeito ao despedimento dos trabalhadores da CCD. O segundo candidato da CDU acrescentou que não se justifica que este corte se mantenha, e que a Segurança Social deve cumprir o seu insubstituível papel no apoio à comunidade e às famílias, que passa por esta Colónia de Férias, como de outras, que permitem que várias camadas da população – crianças, jovens e idosos – possam usufruir de uma oportunidade que, muitas das vezes, não têm de outra forma.

Comentários

topo