Vila Verde

Casa cheia e espetáculos para todos os gostos nas ‘Noites Temáticas’ do Pico de Regalados

Partilhe esta notícia!

Um autêntico hino à cultura em mais uma iniciativa inserida ‘Na Rota das Colheitas’. A noite estava amena, os espetáculos prometiam e os picoenses (e visitantes) não se fizeram rogados e compareceram em massa. A moldura humana deu um brilho especial à emblemática Praça Central da vila do Pico de Regalados e os atores locais fizeram o resto.

Nas ‘Noites Temáticas’ o protagonismo foi para as associações locais, que não deixaram créditos por mãos alheias e arrancaram chuvas de aplausos a uma plateia que pôde assistir a performances de índole variada, que culminaram num serão de cultura convívio e muitas gargalhadas. O evento foi organizado pela União de Freguesias de Pico de Regalados, Gondiães e Mós, com o apoio de várias coletividades locais.
A iniciativa, inserida “Na Rotas das Colheitas” do Município de vila Verde, estava marcada para o penúltimo fim de semana de agosto. No entanto, devido às más condições climatéricas, acabou por só se concretizar a primeira noite de espetáculos e os restantes foram adiados para o passado dia 29 de agosto. Em boa hora se procedeu à mudança, porque desta feita S. Pedro brindou os vilaverdenses com uma noite quente de verão, que ajudou a pintar um quadro ainda mais bonito no centro de uma vila que fervilhava de vida enquanto os atores locais ‘desfilavam’ pelo palco.

A ‘prata da casa’ tem valor
A ‘prata da casa’ voltou a provar que também tem valor. Da magia do teatro à animação do folclore, da elegância do desfile de moda aos acordes dos cantos tradicionais, passando também pela energia da performance de karate, não faltaram condimentos para preencher um serão que se revelou bastante interessante. O presidente da Câmara Municipal de Vila Verde, António Vilela, marcou presença no evento e mostrou-se bastante agradado com a dinâmica implementada nas ‘Noites Temáticas’ pelos picoenses. “A Rota das Colheitas continua a ser um tributo ao mundo rural, mas vive hoje de um programa bastante diversificado, assente na nossa cultura e nas nossas tradições. Este programa vive muito da mobilização das pessoas, que é o que vemos aqui hoje. As pessoas mobilizam-se para dar corpo a um programa cultural muito rico, que conta com um contributo enorme por parte das diferentes freguesias e instituições locais”, referiu.
Estímulo na economia e turismo
O edil prosseguiu frisando que estas iniciativas também são importantes na medida em que contribuem diretamente para o fomento do convívio e reforçam o sentido de comunidade entre a população. António Vilela refere-se à programação Na Rota das Colheitas como uma mostra do potencial vilaverdense e um cartaz turístico do concelho, que se repercute em reflexos positivos a vários níveis. “Este programa rico e diversificado tem-se afirmado como uma âncora de desenvolvimento do concelho de Vila Verde, com bons indicadores na criação de dinâmicas comerciais e empresariais na economia local”, afirmou o autarca, acrescentando que a Rota contribui para a implementação de “uma dinâmica muito interessante porque a partir leva as pessoas a criarem algo novo e esse estímulo criativo é uma clara mais-valia”.
“Um óptimo serão”
Por sua vez, o presidente da União de Freguesias de Pico de Regalados, Gondiães e Mós, César Cerqueira, não escondeu o entusiasmo por ver a praça mais emblemática da freguesia a ‘rebentar pelas costuras’ e a fervilhar de vida. O autarca picoense enalteceu ainda o trabalho desenvolvido pelas colectividades locais, numa mostra de que as forças vivas da vila estão de boa saúde. “Temos aqui vários espetáculos protagonizados apenas por associações do Pico, com muito bons talentos que corresponderam totalmente às expectativas e nos proporcionaram um ótimo serão”, afirmou, sublinhando ainda que a parceria estabelecida com o Município de Vila Verde e a inclusão da iniciativa na programação ‘Na Rota das Colheitas’ se revelou bastante profícua.

REDAÇÃO

DSC_0369 DSC_0284 DSC_0194

Comentários

topo