Vila Verde

Presidente e comandante dos Bombeiros de Vila Verde dizem que “não há nenhum abaixo-assinado”

Partilhe esta notícia!

O presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Verde (BVVV), Carlos Braga, diz que “não há abaixo-assinado nenhum a decorrer nos bombeiros”. A situação surge depois de jornal concelhio mensal ter dado conta de um abaixo-assinado que dava voto de confiança ao comandante da corporação por parte dos bombeiros.

Afinal tudo não terá passado de uma mentira. “É que as paredes deste quartel estão cheias de ouvidos. Por isso, e se fosse verdade, toda gente sabia”, ridiculariza a notícia, em declarações ao Vilaverde.net, Carlos Braga.

Segundo o presidente da maior Associação Humanitária do concelho, a situação no quartel tem estado “tranquila” e a notícia “foi uma surpresa para todos”. “Ainda ontem estive reunido com o comandante e posso dizer que já não tínhamos uma reunião tão pacífica desde há muito tempo para cá. Não entendo essa notícia”, frisa.

Carlos Braga apenas se recorda do abaixo-assinado movido pelos bombeiros contra Márcia Costa, bombeira de terceira e com responsabilidades na instrução. “O único abaixo-assinado que conhecemos foi dos bombeiros contra a Márcia Costa. Mas esse abaixo assinado até já tem algum tempo”, confirma.

No mesmo sentido vai o comandante da corporação dos BVVV, José Lomba. “Soube pelo jornal e fiquei surpreendido. Não tinha conhecimento de nada. Mesmo sendo uma ação a meu favor, a verdade é que não há nada, que eu tenha conhecimento, por parte dos bombeiros”, refere José Lomba ao Vilaverde.net.

O corpo ativo do Bombeiros Voluntários de Vila Verde, e apesar de não estarem autorizados a falar à imprensa, não escondiam a admiração pela notícia e confirmavam as posições dos Comandante e do presidente dos BVVV.

Video vigilância desligada

Márcia Costa solicitou a visualização de video vigilância ao presidente para ver “se tinha alguma coisa”. “Foram uns préstimos que ela pediu. Veio um técnico, mas não se viu nada. Aliás, nem existe nada. Mandei desligar, até porque aquilo nem está legal”, revela Carlos Braga, que não tens dúvidas em afirmar que “as eleições estão próximas” e que este caso poderá estar relacionado com esse facto.

Declarações de Carlos Braga (ÁUDIO):

Comentários

topo