Vila Verde

Câmara de Vila Verde desativa a ETAR de Pedome

Partilhe esta notícia!

O presidente da Câmara Municipal de Vila Verde, António Vilela, e o vereador do Ambiente, Patrício Araújo, acompanharam in loco a operação de desativação da ETAR de Pedome, o último dos antigos equipamentos de tratamento de águas residuais que ainda funcionava no concelho de Vila Verde.

O Presidente da Câmara Municipal de Vila Verde, António Vilela, salienta que “a desativação da ETAR de Pedome, à entrada da sede concelhia, tem um significado muito especial, pois trata-se da desativação da última de seis antigas ETAR que durante anos a fio procederam ao tratamento de águas residuais do concelho, mas que já se encontravam tecnologicamente desajustadas e sem capacidade de respostas às reais necessidades de um território em pleno desenvolvimento.”

o investimento, ainda em curso, que, globalmente, ascende a 30 milhões de euros

O edil Vilaverdense considera também que “o investimento, ainda em curso, que, globalmente, ascende a 30 milhões de euros, é revelador do novo paradigma de desenvolvimento local sustentável que coloca Vila Verde num elevado patamar em matéria de tratamento de efluentes domésticos e industriais”.

forte aposta que estamos a fazer na melhoria da qualidade de vida das pessoas

O Presidente da Câmara Municipal de Vila Verde aduz ainda que “a rede de intercetores instalada ao longo dos rios Cávado e Homem, a excelência dos equipamentos e as tecnologias de ponta utilizadas na ETAR de Cabanelas representam uma solução eficiente e extremamente eficaz para a importantíssima questão do saneamento básico, refletindo a forte aposta que estamos a fazer na melhoria da qualidade de vida das pessoas e, consequentemente, no reforço da atratividade do concelho de Vila Verde.”

Com a entrada em funcionamento da nova ETAR, em Cabanelas, um investimento global de 8 milhões de euros com capacidade para servir uma população de cerca de 50 mil habitantes e tratar um caudal médio de aproximadamente 7,6 m3 por dia, e com a construção dos intercetores ao longo dos rios Cávado e Homem, foi possível proceder à desativação das pequenas e antigas ETAR da Vila de Prado, Gandra (Turiz), Larim (Soutelo), Vila de Pico de Regalados e Quintas (Loureira) que se encontravam em fim de vida e já não estavam à altura das exigências colocadas pelo crescimento populacional.

O Edil avança que, “uma vez que as antigas ETAR estão totalmente desativadas e que a moderna e grande ETAR de Cabanelas já se encontra em funcionamento, logo que termine a instalação da rede de intercetores, o foco da nossa intervenção, neste setor, vai ser a intensificação da instalação de ramais de ligação de saneamento à maioria das habitações do concelho”.

António Vilela sublinha igualmente que “estas obras, embora sem grande visibilidade, são estruturantes para o desenvolvimento sustentável do concelho de Vila Verde, uma vez que têm um impacto muito positivo nas condições de vida das pessoas e contribuem decisivamente para a preservação da qualidade ambiental, ajudando a proteger os recursos hídricos incluídos nas bacias hidrográficas do Cávado e do Homem”.

Redação

Comentários

topo