Vila Verde

Aliança Artesanal de Vila Verde juntou Passos Coelho e Paulo Portas em pré-campanha

Partilhe esta notícia!

Centenas de vilaverdense receberam, ao final desta manhã de sábado, Pedro Passos Coelho e Paulo Portas em euforia numa ação de campanha “Portugal à Frente”. O candidato a primeiro Ministro, e no primeiro dia da coligação de direita de pré-campanha, visitou a Aliança Artesanal e o Centro de Dinamização Artesanal de Vila Verde e acusou a esquerda de “ser igual nas promessas que não conseguem cumprir”.

“Nestes últimos quatro anos, e os independentes que a nós se juntaram, proporcionamos um escolha estável de confiança. Às vezes olhamos para a esquerda da coligação e não percebemos bem quando se entendem e quando se não entendem. Quando se trata de falar de irrealista e prometer o que não se pode cumprir estão todos de acordo. Mas quando se trata de saber o que fazer em concreto e começar os votos que cada um deve ter..aí não se entendem. O que país precisa nos próximos anos é de quem não perca tempo com esses desentendimentos”, frisou Passos Coelho, que agradeceu a humildade dos portugueses em anos de dificuldades

Passos Coelho, e num discurso informal à porta de uma das lojas Namorar Portugal, desejou uma campanha “com amor” e enalteceu o trabalho feito pelos artesãos de todo o país. “Vila Verde dá ao mundo exemplo de mensagem de amor pelos próximo, amor pela nossa terra, pelo nosso país e daqueles que tiveram que sair à procura de outras oportunidades”, destacou o candidato a primeiro Ministro do Portugal à Frente.

Paulo Portas, que não discursou e ausentou-se a meio da visita, recebeu prenda de anos de Passos Coelho quando artesão ofereceu um coelho em cortiça. “Ah! Isto é para o Paulo. Ele faz anos hoje e vai receber um coelho”, brincou Passos Coelho.

23 - 2

23 - 20

23 - 83

23 - 42

23 - 47

23 - 55

23 - 67

23 - 70

23 - 79

Comentários

topo