Cultura

Já sobram poucos “Caldos no Pote” de Sabariz

Partilhe esta notícia!

“Caldo de Fígado de Rã” ou “Caldo de Javali” são dois dos 23 caldos que estão a ser consumidos, este fim de tarde de sábado, por milhares de pessoas naquela que é uma das principais atividades “Na Rota das Colheitas”. Organizado em Sabariz, freguesia do Concelho de Vila Verde, o objetivo da Associação Popular de Sabariz, que organiza o repasto, é manter a tradição.

“Estes caldos fazem-se unicamente com uma boa fogueira no chão e pote de ferro ao lume”, frisa Paulo Sousa, um dos mais de 30 cozinheiros que delícia a mais de quatro mil pessoas que ali passam para apreciar a “arte campestre da cozinha”.

Os Caldos de Sabariz têm na ementa ainda as famosas pataniscas e ao qual se junta este ano uma exposição de fotografias das edições anteriores da mostra.

“É também uma feira de produtos locais. Sentimos que há cada vez mais pessoas a dedicar-se à agricultura para consumo doméstico. Ao mesmo tempo muita gente aproxima-se das tradições, pois no caso de cozinhar com pote de ferro as pessoas poupam e a comida é mais saborosa”, confirma Manuela Cunha, uma das mulheres que em casa cozinha com um “pote ao lume”.

IMG_5864

IMG_5868

IMG_5867

IMG_5866

IMG_5863

IMG_5862

IMG_5861

IMG_5859

IMG_5856

IMG_5855

IMG_5853

IMG_5850

IMG_5848

Comentários

topo