Região

Projeto CULINAR vai defender os produtos e a gastronomia da Região do Norte

Partilhe esta notícia!

A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N) vai promover uma nova plataforma regional, multissetorial, aberta e inclusiva em defesa da cultura gastronómica do Norte de Portugal, com a apresentação, na próxima sexta-feira, 25 de setembro, no Palácio da Bolsa, no Porto, da iniciativa CULINAR – Norte de Portugal. O evento, cuja realização é assegurada pela Essência do Vinho, trará ao Porto especialistas portugueses e internacionais, entre os quais chefs reconhecidos pela Michelin. O Ministro Adjunto e do Desenvolvimento Regional, Miguel Poiares Maduro, estará presente.

O lançamento do projeto tem início às 9h45, no Salão Árabe, com o anúncio dos objetivos orientadores e a realização de um fórum de reflexão e análise, muito focado na apresentação de casos de sucesso e na antevisão de novas tendências.

Um dos pontos altos da iniciativa consiste no lançamento do Manifesto CULINAR – Norte de Portugal, que terá como primeiros subscritores os cerca de cem convidados presentes. O manifesto assume-se como uma proposta de agenda regional particularmente dirigida a todos os atores que, direta ou indiretamente, intervêm na cena gastronómica nortenha.

A necessidade de preservação e potenciação de recursos naturais e o compromisso com princípios de sustentabilidade e autenticidade constam do documento e constituem um dos domínios prioritários da Estratégia de Especialização Inteligente do NORTE 2020 que assentam no princípio de que a inovação e a competitividade das regiões fundem-se nos recursos e ativos existentes no seu território.

“CULINAR – Norte de Portugal quer afirmar a produção alimentar, a gastronomia e a bio-economia como domínios de especialização regional, suportados por uma aposta central no desenvolvimento das entidades do sistema científico e tecnológico com vocação temática, desde a enologia à biotecnologia, passando pelas ciências do mar, antropologia, nutrição, hotelaria ou turismo”, lê-se no Manifesto que considera, ainda, que “a Região Norte de Portugal reúne todas as condições para se lançar com sucesso neste desafio”.

Comentários

topo