Vila Verde

750 mil euros para freguesias e associações do concelho de Vila Verde

Partilhe esta notícia!

A Câmara Municipal de Vila Verde aprova transferência de cerca de 750 mil euros para associações e freguesias do concelho. Apoio ao ensino e ao desenvolvimento social, cultural, desportivo e recreativo do concelho consubstanciado na celebração de contratos interadministrativos e na atribuição de diversos subsídios.

A celebração de contratos interadministrativos com freguesias e entidades concelhias e a atribuição de subsídios a associações concelhias tem o valor global de 745 503 euros.

No âmbito das Atividades de Animação e Apoio à Família no Ensino Pré-escolar, no ano letivo 2015/2016, estes contratos interadministrativos contemplam 114.716,00€ para o fornecimento de refeições e 324.781,00€ para o prolongamento de horário.

No âmbito do Programa de Generalização do Fornecimento de Refeições Escolares aos alunos do 1.º ciclo do Ensino Básico, a celebração de contratos corresponde a uma verba global de 234.366,00€.

As associações concelhias que apresentaram o respetivo plano de atividades foram contempladas com uma verba total de 71.640,00€ destinada a apoiar o excelente trabalho que desenvolvem em atividades distintas como a etnografia, o folclore, o desporto, a música, as artes, a gastronomia e o ambiente.

O Presidente da Câmara Municipal de Vila Verde sublinha importância dos protocolos

O edil António Vilela sublinha que “a educação é um setor estruturante para o desenvolvimento do concelho de Vila Verde, contribuindo decisivamente para o reforço da competitividade e da atratividade do mesmo, razão pela qual continua a justificar a realização de um elevado investimento destinado a garantir um ensino de excelência acessível a todas as crianças e jovens dos diferentes níveis de ensino.”

O Presidente da edilidade vilaverdense considera também que “o Município de Vila Verde reconhece estas coletividades como entidades que emanam das comunidades e fazem eco das necessidades, anseios e aspirações da sua população, razão mais do que suficiente para que a Câmara Municipal incentive e apoie cada vez mais o dinamismo que imprimem na vida das freguesias e em todo o território concelhio.”

Na perspetiva de António Vilela, “as associações e coletividades do concelho são espaços de educação não formal com enorme influência na formação pessoal e relacional e, consequentemente, com uma função muito relevante no nosso sistema social, contribuindo para a manutenção de valores e princípios edificantes e para o reforço da identidade concelhia.”

O edil sustenta ainda que “a construção de um concelho moderno e com os olhos postos no progresso social se consegue com uma aposta efetiva na universalização do ensino pré-escolar e na criação de condições para que as crianças e os jovens beneficiem de políticas ativas de incremento da educação e a população em geral tenha acesso a instalações e serviços desportivos, culturais e de lazer que concorram para a elevação dos níveis de bem-estar e para o aumento da qualidade de vida.”

Comentários

topo