Destaque

Assaltos em Vila Verde: treze condenados em Braga

Treze condenados em Braga por furtos, tráfico de armas e falsificação de documentos

O Tribunal de Braga condenou 13 arguidos pela prática de furto qualificado, dois por detenção de arma proibida, um por tráfico de armas e outro por falsificação de documentos, informou hoje o Procuradoria-Geral Distrital do Porto.

No seu sítio da internet, o Ministério Público explica que os factos que motivaram as condenações daqueles indivíduos ocorreram entre 16 de fevereiro de 2013 e 14 de outubro de 2014 e “reportam-se a assaltos, essencialmente a casas de residência, levados a cabo nas localidades de Póvoa de Varzim, Vila Nova de Famalicão, Braga, Vila Praia de Âncora, Viana do Castelo, Santo Tirso, Guimarães, Vila Verde, Vizela, Monção e Barcelos”.

Dos 13 arguidos, o Tribunal da Instância Central Criminal da Comarca de Braga condenou quatro a penas de prisão efetiva sendo que os outros sete foram condenados em penas de prisão suspensas na sua execução que variaram entre os 2 e os 4 anos e 6 meses” e outros dois na pena de prestação de trabalho a favor da comunidade.

Assim, dos quatro indivíduos que vão cumprir pena, um foi condenado a 11 anos por 19 crimes de furto qualificado, um crime de detenção de arma proibida e um crime de tráfico de armas, outro cumprirá oito anos e seis meses por vinte e cinco crimes de furto qualificado, dos quais dois na forma tentada.

Um terceiro foi condenado a sete anos por onze crimes de furto qualificado e um crime de falsificação e, por último, um quarto indivíduo foi sentenciado a três anos e quatro meses pela prática de um crime de furto qualificado.

A sentença destes 13 arguidos foi lida no dia 13 de novembro.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo