Destaque

“Tenho provas que foram convidados presidentes de junta”, diz Paulo Gomes (c/video)

Paulo Gomes, presidente da junta de Prado, diz ter provas de que foram convidados presidentes de junta para a cerimónia protocolar de constituição do Centro de Formação Desportiva de Canoagem que se realizou nas instalações do Náutico de Prado esta sexta-feira.

O autarca de Prado não esconde “zanga” e dá murro na mesa. Tudo porque não foi convidado, assim como os vereadores de oposição socialista, a marcar presença na referida cerimónia.

“Isto parece Cuba. Uma democracia, mas quem manda sou eu”, diz Paulo Gomes, referindo-se ao edil de Vila Verde e outra entidades, tais como agrupamento de Escolas de Vila Verde, face ao “quero, posso e mando”.

“Eu não preciso de palco nem de microfone, mas já chega de brincar. É mais uma habilidade para manter a junta de Prado e os pradenses, afastados”, disse, considerando o Centro de Formação Desportiva de Canoagem importante para Prado.

“Se é um centro em Prado, então deviam convidar a junta de Prado a estar presente. Vila Verde e Barbudo foi convidada”, frisou.

Horácio Lima, presidente do Náutico de Prado, e António Vilela, edil de Vila Verde, descartam responsabilidades dos convites na direção do Agrupamento de Escolas de Vila Verde. Agrupamento este que já veio á praça pública afirmar que a cerimónia “foi um ato de educação e não político”.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo