Braga

“É indispensável renovar a agricultura familiar e conhecer a sua diversidade”, afirma o socialista Joaquim Barreto

O deputado socialista, eleito pelo círculo de Braga, Joaquim Barreto defendeu hoje, em intervenção na Assembleia da República no âmbito projeto de resolução apresentado pelo PCP,  que “é indispensável renovar a agricultura familiar”.

“A agricultura familiar é um vetor de desenvolvimento sócio económico e ambiental que potencia a produção de alimentos, preserva as variedades tradicionais, protege a biodiversidade, contribuindo assim para a sustentabilidade das economias nas zonas rurais e para a fixação das populações, nomeadamente jovens, através da criação de emprego na agricultura”, disse Joaquim Barreto.

Para o deputado esta sustentabilidade económica da agricultura familiar “deve basear-se essencialmente em políticas públicas”.

” Que promovam o redimensionamento das explorações de modo a garantir a manutenção e o cultivo de terrenos agrícolas, reforcem os atuais modelos de comércio de proximidade nomeadamente os mercados locais e divulguem as boas práticas e casos de sucesso”, indicou Joaquim Barreto, felicitando o PCP pela apresentação deste projeto de resolução, que visa “reposicionar de novo a agricultura familiar no centro das políticas agrícolas em Portugal”, situação que não foi de todo atingida na legislatura anterior.

O deputado do PS recordou que o programa do atual governo injeta propostas que vão de encontro aos anseios da agricultura familiar.

“Aumento em 100 euros o pagamento mínimo por agricultor, em 15 mil euros o montante máximo elegível dos projetos de investimento para os pequenos agricultores, aumento em 50% os pagamentos por hectare, dos primeiros 5 hectares, numa medida direcionada para a agricultura familiar e elevar em 5 mil euros o valor mínimo do prémio à primeira instalação para os jovens agricultores”, destacou Joaquim Barreto, apontando a juventude rural como “o futuro da agricultura familiar”.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo