Destaque

Tribunal do Trabalho mantém José Faria “longe” do Crédito Agrícola

O Tribunal de Trabalho de Braga não aceitou o pedido de impugnação de José Faria, atual presidente da junta da União de Freguesias Vila Verde e Barbudo, após ter sido despedido do Crédito Agrícola por alegado desfalque de 13 mil euros. A sentença foi conhecida hoje e José Faria, em declarações ao Vilaverde.net, já admitiu recorrer da sentença para outra instância.

“Estou a ter conhecimento agora. Vou falar com o meu advogado. A confirmar-se o que me diz, obviamente que vou recorrer”, disse José Faria, esta noite de sexta-feira, remetendo para mais tarde uma declaração.

O caso remonta a um alegado abuso de depósitos da Farmácia Medeiros, em Vila Verde, que José Faria terá manobrado como “se de seu dinheiro tratasse”, lê-se na setença. Este acabou por ser descoberto. O banco instaurou um inquérito que terminou em fevereiro deste ano com o despedimento de José Faria.

O tribunal concluiu que a decisão de despedimento do banco é correta. As testemunhas de defesa de José Faria como Carlos Silva, do Grupo Ideia Cinco, António Vilela, edil de Vila Verde, e José Manuel Fernandes, eurodeputado, de nada serviram.

O caso pode continuar numa instância superior.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo