Braga

Câmara de Braga doou terrenos para a academia do SC Braga que afinal tinham dono particular

Na sequência de um conjunto de questões ´de natureza puramente formal´ colocadas pelo Tribunal de Contas, o contrato de doação de terrenos da Autarquia ao Sporting Clube de Braga para a concretização do projecto da Academia foi novamente apreciado pelo Executivo Municipal.

“Na deliberação anterior, até pela necessidade de colocar o processo em andamento o quanto antes, verificaram-se algumas falhas de detalhe na documentação do processo. Em vez de rebater essas questões, optamos por instruir um processo de origem com todas as situações resolvidas para nova apreciação do Tribunal de Contas”, afirmou Ricardo Rio, presidente da Câmara de Braga.

Garantindo que a deliberação aprovada é em tudo equivalente, nos seus efeitos, à deliberação anterior, contendo as mesmas cláusulas inerentes e contrapartidas estabelecidas, Ricardo Rio adiantou que se registou um ´ligeiro ajuste´ na dimensão dos terrenos doados, que se revelou inferior ao inicialmente previsto, descendo consequentemente o valor da doação.

“Havia uma parcela dos terrenos do Parque Norte que não era propriedade do Município e que integrava o programa original do Centro de Formação. O SC Braga procurou negociar directamente com o proprietário, mas face aos valores exorbitantes pedidos o clube optou por redesenhar o projecto, diminuindo-se assim a área de implantação”, concluiu o edil.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo