Destaque

CDS-PP de Vila Verde pede esclarecimentos à câmara depois de notícia de violação de diretiva de tratamento de águas

O CDS-PP de Vila Verde, através do líder Paulo Marques, pede esclarecimentos “urgentes” à câmara de Vila Verde depois de notícia avançada esta quarta-feira, na edição imprensa do Semanário V, dando conta de que Prado e Vila Verde estão entre as 44 localidades que violam norma de tratamento de águas residuais urbanas.

Segundo Paulo Marques, o concelho continua a estar perante situação “perigosa” para a saúde pública.

O líder centrista de Vila Verde recorda ainda que a situação não é nova. “Já a 25 de maio de 2015 o CDS tinha assumido posição pública e feito um pedido de esclarecimento ao executivo municipal relativamente à qualidade de água”, afirma Paulo Marques, recordando índices de poluição elevados na Praia do Faial em Prado.

O acórdão do Tribunal Europeu afirma que as localidades urbanas entre dois mil a 10 mil habitantes, casos de Vila de Prado e Vila Verde, têm de   sujeitar as águas residuais a um segundo tratamento ou processo equivalente.

Situação esta que segundo o tribunal não acontece em 44 localidades de Portugal, incluindo Prado e Vila Verde.

Paulo Marques acusa ainda o PS de “inércia” face à matéria. “Estranhamos, por fim, a inércia dos vereador do PS que, fazendo parte do executivo camarário e estando numa situação privilegiada de informação, nada ainda fizeram que se saiba para esclarecer esta situação, levando-nos mesmo a questionar o seu papel ultimamente nas reuniões camarárias em prol da defesa das muitas pessoas que lhes confiaram este mandato”, afirma o líder do CDS-PP de Vila Verde.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo