Tecnologia

Estudantes da UMinho apresentam oito produtos de software

Os alunos de Engenharia Informática da Universidade do Minho vão tentar a sua sorte para entrar no mercado e apresentar uma série de projetos a um conjunto de especialistas no Espaço GNRation, em Braga, às 14:00 horas de quarta-feira (10 de fevereiro). O evento é apoiado pela StartupBraga e incide em oito produtos de software criados na unidade curricular de Projeto, em permanente contacto com as empresas e os clientes finais. Os trabalhos designam-se Physer, MedQI, Guestool, Sportgest, SEBIS, Rentind, Weplim e SMYC.

A ferramenta móvel e web Physier quer modernizar e estimular o acompanhamento extra-clínico entre paciente e fisioterapeuta. O serviço MedQI ajuda médicos de família a evitar situações de risco dos utentes através do agendamento automático de consultas. Guestool é uma multiplataforma de gestão e monitorização digital de convites e entradas em eventos. Promove a interação entre convidados, relações públicas e estabelecimentos, automatiza a criação e validação dos convites e  traça métricas que podem redefinir estratégias de marketing.

Já a aplicação Sportgest permite aos treinadores desportivos gerirem informações sobre o plantel, simplificando ciclos de preparação e a planificação de jogos. Por sua vez, o conjunto de serviços SEBIS visa a divulgação e a gestão de eventos desportivos, dando às entidades promotoras ferramentas como inscrições, pagamentos e controlo de presenças, enquanto os desportistas podem no mesmo portal consultar e inscrever-se nos eventos.

O serviço Rentind, destina-se ao mercado de aluguer de equipamentos industriais, facilitando os utilizadores, particulares e empresas na promoção, gestão, rentabilização e negociação dos seus equipamentos. A aplicação web Weplim vai apoiar as empresas ou simples grupos na criação de sessões de ideação, como brainstorming, brainwriting ou six thinking hats.

Por fim, o projeto SMYC permite que os turistas vejam gratuitamente uma localidade através dos olhos de um habitante local, havendo também funcionalidades como mapas das cidades, definição de interesses e conversas entre utilizadores.

“Os estudantes esperam que este evento dê visibilidade aos seus projetos e que o mercado absorva as suas propostas de negócio, reforçando assim a posição de referência que o mestrado de Engenharia Informática da UMinho assume no panorama nacional e internacional”, refere o professor catedrático João Fernandes.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo