Destaque

Vai haver Odisseia na Biblioteca: em 2035 o futuro passa por Vila Verde

Partilhe esta notícia!

“O que pode ser Vila Verde no futuro? O que quer ser no futuro? O que deve ser no futuro?”  são as questões que lançam o repto para a iniciativa VILA VERDE 2035 que decorre hoje, 4 de março, na Biblioteca Municipal de Vila Verde, a partir das 21:00 horas.

Num ambiente de tertúlia entre cidadãos, o objetivo passa por imaginar estrategicamente o futuro do concelho. Como tornar Vila Verde, nas próximas décadas, um concelho mais atrativo onde seja possível viver com mais qualidade de vida e com cidadãos mais felizes?

“É a nossa geração, aquela que acordou com uma dívida colossal, de um dia para o outro e a aquém o futuro foi negado, que quer casar e não pode, que quer ter filhos e não tem dinheiro, que é pedido que hoje lidere a mudança de paradigma. É esta a nossa responsabilidade e não cansarei de insistir nesta tecla”. Palavras de Paulo Marques, mentor do evento, que explicou ao Semanário V que a iniciativa VILA VERDE 2035 é “muito mais um ato de cidadania do que um ato político” já que envolve vários quadrantes políticos. “É um evento político, mas apartidário”. A ideia surgiu pela necessidade de “organizar um espaço de debate onde se possa discutir o futuro do concelho a todos os níveis, para que se possa pensar estrategicamente e não em peças soltas”.

O conceito desta primeira tertúlia passa por “debater uma visão estratégica. Como é que o concelho pode ser no futuro, o que é que deve ser, o que é que podemos fazer para lá chegar?”. Para que possa funcionar num formato de debate, as condições vão ser propícias à conversa. A disposição da sala vai ser oval, numa espécie de “ágora” grega. Há oradores convidados, apenas para “enquadrar tudo o resto. A ideia é os convidados darem opinião para poderem despoletar a intervenção dos outros cidadãos”.

O ponto de partida é 2016, sem olhar ao passado, e perceber o que se quer do futuro. Paulo Marques acredita na adesão dos vilaverdenses. “As pessoas têm obrigação moral de dar uma opinião. É uma excelente oportunidade”.

Esta primeira tertúlia é apenas um mote, que vai funcionar como uma espécie de brainstorming. A periodicidade dos próximos VILA VERDE 2035 vai variar conforme os temas que surgirem.

Além dos parceiros do evento, o Semanário V e o Rotary Club de Vila Verde, Paulo Marques contou com a ajuda de três jovens vilaverdenses na organização da iniciativa: Paulina Lira, Sofia Colmier e Filipe Faria (na foto, abaixo).

foto2035

Comentários

topo