Destaque

Mercado promove sabores e tradições da Páscoa

Até ao próximo sábado, dia 26 de Março, o Campo da Vinha acolhe mais uma edição do Mercado da Páscoa. Uma iniciativa conjunta do Município de Braga e da Associação de Artesãos do Minho, que pretende promover os valores patrimoniais e turísticos do Concelho, bem como, valorizar o artesanato e o comércio local, recriando um ambiente de mercado através do comércio, das artes e ofícios, gastronomia e doçaria tradicional.

No total são 57 expositores que colocam os seus produtos à disposição dos Bracarenses e dos milhares de turistas que por esta altura visitam a Cidade para assistir às solenidades da Santa de Braga. Para além da vertente comercial, o Mercado da Páscoa conta com dois palcos onde serão efectuadas encenações ao vivo dos quadros bíblicos alusivos à época pascal, assim como uma área equipada com insufláveis para os mais pequenos.

Para o vereador do Desenvolvimento Rural do Município de Braga, esta iniciativa tem por objectivo a “valorização económica da actividade desenvolvida pelos artesãos do Minho e todos os outros sectores nela representados”, referiu Atino Bessa, durante a abertura do certame, que se realizou esta Quarta-feira, 23 de Março.

Desde licores, queijos, enchidos, compotas ou doces regionais, passando pelos produtos artesanais, esta décima segunda edição do Mercado da Páscoa promete não deixar indiferente todos os que durante estes dias passarem pelo Campo da Vinha.

“Este Mercado vem dar outra atractividade à Cidade e, numa altura em que as ruas estão cheias de turistas, é ainda uma forma de mostrar uma grande dinâmica económica e turística durante uma época muito especial para Braga”, destacou Altino Bessa, sublinhando que o Município de Braga “tem criado todas as condições para que estas iniciativas de apoio aos produtores nacionais e ao artesanato possam continuar a acontecer e a crescer”.

O Marcado da Páscoa funciona das 10h00 às 22h00 e, este ano, a iniciativa assume um carácter solidário, com a cedência gratuita de um stand ao projecto ‘Hodi Kibera’ e outro ao projecto IRIS.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo