Destaque

Esterilizações obrigatórias e mais fiscalização pede a ADAAVV

Partilhe esta notícia!
Castro Diniz, da Associação para a Defesa dos Animais e Ambiente de Vila Verde (ADAAVV), defende que, para além do fim dos canis de abate, a existência de uma lei de esterilizações obrigatórias. O assunto está na ordem do dia com o parlamento a ouvir autarquias e veterinários para acabar com abate em canis.
No entanto Castro Diniz frisa outro aspeto: a fiscalização. “Não há lei que funcione sem fiscalização, portanto a esterilização tem que se tornar obrigatória tal como é o chip e a vacina da raiva, para que se possa controlar esta população, que está completamente descontrolada de canídeos”, frisa Castro Diniz.
O parlamento quer ouvir a Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP), a Associação Nacional de freguesias (Anafre), a Ordem dos Médicos Veterinários, a Associação Nacional de Veterinários Municipais e a Direção Geral de Veterinária sobre as matérias.
Em causa estão dois projetos de lei, um proposto pelo PAN a partir de uma iniciativa de uma plataforma de cidadãos e outro do PCP.

Comentários

topo