Braga

Família Hanan vinda da Síria encontrou refúgio em Vila Verde

Partilhe esta notícia!

Caminhada entre Síria e Turquia, onde viram aumentar a família com o nascimento da pequena Shirin, fuga para a Grécia em bote, e chegada de avião a Portugal. Durante os últimos dois anos, a família Hanan fez o percurso já traçado por tantas outras famílias sírias que fogem da guerra civil. Depois de serem explorados profissionalmente na Turquia, e de o bote onde seguiam avariar no mediterrâneo, o pai Kamal, a mãe Zainab, e os quatro filhos, Aicha (seis anos), Amir (cinco), Media (quatro) e Shirin, agora com seis meses, acabaram num campo de refugiados na ilha de Lesbos, enquanto sonhavam com melhores dias.

Entretanto, em Braga, Helena Pina Vaz, diretora do Colégio Luso-Internacional de Braga (CLIB), propunha aos seus alunos a ideia de receberem uma família de refugiados, ideia aceite de imediato por todos. “Falámos com a Plataforma de Apoio aos Refugiados (PAR) e com os pais dos alunos, que se mostraram muito agradados com a ideia”, explicou a diretora ao Semanário V, mostrando-se orgulhosa de todo o percurso feito pelos alunos para garantir todas as condições à família que lhes ficasse ao encargo.

(Leia a reportagem completa nas páginas centrais da edição nº 21 do Semanário V, hoje nas bancas)

Comentários

topo