Braga

Empresas de Vila Verde recebem um milhão e quinhentos mil euros através de fundos europeus do Norte2020

Partilhe esta notícia!

São 15 empresas que viram as suas candidaturas aprovadas pela Autoridade de Gestão do Programa Operacional Regional do Norte (Norte2020), instrumento financeiro de apoio ao desenvolvimento regional do Norte de Portugal, integrado no ciclo de fundos estruturais da União Europeia.

Num total de 1.464.926,42 € aprovados, cerca de um milhão e quinhentos mil euros, a grande “fatia” do “bolo” 429.442,20 €, quase um terço do total disponibilizado para o concelho, foi para a empresa Altrics Prado, sediada na Vila de Prado, e que se dedica à comercialização de materiais elétricos, empresa que emprega mais de meia centena de pessoas.

O outro terço do total ficou divido em duas empresas, a Carpinverde de Freiriz, que se dedica à construção de mobiliário, e que recebe 373.465,75 €, e a Granisilena, em Oleiros, que se dedica à fabricação em granitos e mármores, e que receberá 213.563,39 € de apoio europeu.

Vila Verde foi o terceiro concelho da região do Cávado a conseguir o maior número de projetos aprovados para receber este apoio, ficando apenas atrás de Braga e Barcelos.

  1. Braga (136)
  2. Barcelos (63)
  3. Vila Verde (15)
  4. Esposende (12)
  5. Amares (8)
  6. Terras de Bouro (2)

Empresas financiadas:

Altrics Prado, Carpinverde, Granisilena, Sociedade Agrícola Casal de Ventozela, Agropeixoto, Rico Ouro, Joaquim Peixoto, Biorev, Amâncio & Filhos, Favoritarget, José Manuel Santos & Filhos, Vinso, Andrea Maria Dantas, ISSHO Technology e Fermentum.

Comentários

topo