Destaque

Proteção Civil relembra que risco elevado de incêndio deixa o “porco-no-espeto” ilegal

Risco elevado de incêndio é o que o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) espera para este fim-de-semana, com as temperaturas máximas a variarem entre os 32º C e os 42º C, por todo o país, com o interior norte a sofrer alerta de risco muito elevado de incêndio.

Face ao risco, a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) recomenda a adoção de comportamentos preventivos que evitem possíveis fogos florestais, alertando também para algumas proibições.  “Limpe o mato à volta da sua habitação e guarde, em lugar seguro e isolado, a lenha, gasóleo e outros produtos inflamáveis”, lê-se no comunicado emitido hoje pela ANPC, recomendando a moradores de zonas florestais que limpem a área florestal à volta da habitação.

Em altura de muitas festas populares em Vila Verde, onde o porco-no-espeto é tradição, a ANPC lança também o alerta da ilegalidade desse tipo de atividade em periodos de risco elevado de incêndio. “Nesta altura do ano, e de acordo com as disposições legais em vigor, não é permitido nos espaços rurais (…) utilizar equipamentos de queima e de combustão destinados à iluminação ou à confecção de alimentos;” ou ainda “realizar queimadas, fogueiras para (…) confecção de alimentos”.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo