Destaque

Cervães e Barros sob fumo no dia em que deflagraram mais de 400 incêndios em todo o país

Partilhe esta notícia!

Cinco operacionais com um veículo de combate a incêndios estiveram em Cervães, num incêndio em zona florestal, durante a tarde de hoje, num dia em que o número de incêndios foi o maior desde 2012, o que motivou a uma conferencia de imprensa especial por parte das autoridades estatais com a sensibilização da população em vista.

Por Vila Verde, foi dado pelas 15:45 horas alerta de fogo florestal em Cervães, com os Bombeiros Voluntários de Vila Verde (BVVV) a conseguir extinguir o fogo durante a tarde, sem qualquer ameaça para a população.

Ainda ao início da noite de hoje, pelas 21:45 horas, um incêndio de maior proporção deflagrou também em zona florestal na freguesia de Barros, União de Freguesias de Sande, Vilarinho, Barros e Gomide, mobilizando três veículos de combate a incêndio e sete operacionais, dos BVVV.

O dia tem sido de alerta máximo por entre as várias corporações do norte do país, com risco muito elevado de incêndio para quase toda a região, o que levou a que o Governo convocasse uma conferência de imprensa com o Secretário da Administração Interna, Jorge Gomes, a apelar ao “não-facilitismo” da população perante o risco de incêndio, alertando para os incêndios que começam por dolo.

“33% dos incêndios começam entre as oito da noite e as oito da manhã. Um terço dos incêndios em Portugal começar de noite é preocupante. Isto quer dizer alguma coisa”, disse.

Comentários

topo