Braga

Certificação da Viola Braguesa é factor de projeção do território

Partilhe esta notícia!

O processo de certificação da Viola Braguesa esteve na passada sexta-feira, dia 5 de agosto, em destaque na Feira Nacional de Artesanato de Vila do Conde onde se realizou uma sessão de esclarecimento dirigida a construtores, tocadores e colecionadores. A iniciativa contou com a presença de António Barroso, em representação do Município de Braga, e de Teresa Costa, directora-geral da Adere-Minho, enquanto entidade certificadora, e Graça Ramos da Portugal à Mão responsável pelo Caderno de Especificações da Viola Braguesa.

Segundo António Barroso, a certificação da Viola Braguesa é uma forma de assegurar que as tradições e os valores se mantêm fiéis à sua identidade. “A Câmara Municipal definiu como prioridade a valorização do património nas suas mais diversas vertentes. É por isso que consideramos a Viola Braguesa um factor de atracção e projecção do território”, afirmou.

O representante do Município lembrou que Braga possui um vasto número de produtores de referência de instrumentos musicais, sendo mesmo considerada a pátria da Viola Braguesa. “Entendemos que era importante dar este passo ambicioso e avançar para o processo de certificação, garantindo desta forma a sua preservação, promoção e manutenção dos padrões de qualidade definidos”, adiantou, sustentando que este é também um “exemplo que Braga dá a outros Municípios”.

Recorde-se que o processo de certificação deste instrumento musical é liderado pelo Município de Braga, sendo a Adere-Minho o organismo de certificação.

 

 

Comentários

topo