Destaque

Luís Castro reage a José Manuel Fernandes acusando-o de ser o “pai da dívida camarária”

Partilhe esta notícia!

“Não vá o sapateiro além do chinelo”. É esse o título do comunicado enviado à redação do V por Luís Castro, líder do PS na Assembleia Municipal, onde o socialista acusa o eurodeputado José Manuel Fernandes de “desespero político”.

Declarações à imprensa e acusações por parte do antigo autarca contra o “carácter” de alguns membros do PS de Vila Verde, estão na origem deste comunicado, onde Luís Castro critica “as recentes afirmações que destacada figura local fez na imprensa”, referindo-se a José Manuel Fernandes, a quem acusa de “nervosismo”, e de “clamorosa falta de respeito pelo bom nome e honorabilidade das pessoas”.

José Manuel Fernandes, que é também líder da distrital do PSD de Braga, pôs recentemente em causa o carácter da nova concelhia do PS de Vila Verde, a quem acusou de jogos de bastidores pouco claros.

No comunicado, Luís Castro diz-se “ofendido na honra e dignidade”, lamentando que “na política não vale tudo”.

“Quando se deixa a discussão política para passar aos ataques pessoais, é sinal que se desistiu de debater os problemas das pessoas e do concelho, desistiu-se da política”, acrescenta, garantindo que “o PS nunca acompanhará o PSD nesse caminho e prosseguirá sempre e apenas em defesa dos vilaverdenses”, pode-se ler, com Luís Castro a acusar mesmo José Manuel Fernandes da “paternidade da dívida camarária”.

 

Comentários

topo