Destaque

Economia: Portugal coloca mais dívida que o previsto e a taxas de juro inferiores

Portugal colocou hoje 1.300 milhões de euros, acima do montante indicativo, em Bilhetes do Tesouro a três e 11 meses a taxas médias inferiores às dos anteriores leilões comparáveis, tendo a do prazo mais curto passado para negativa.

Segundo a página do IGCP – Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública na Bloomberg, no prazo de 11 meses foram colocados hoje 900 milhões de euros à taxa de juro média de 0,007%, inferior à verificada no anterior leilão comparável de 15 de junho, de 0,146%.

A procura atingiu 2.078 milhões de euros, 2,31 vezes o montante colocado.

Em relação aos BT a três meses, o IGCP colocou 400 milhões de euros a uma taxa de juro média negativa de -0,108%, também inferior à de 0,075%, verificada no anterior leilão comparável de 15 de junho.

A taxa média dos BT a três meses já tinha sido negativa, designadamente -0,004% no leilão desta maturidade em 22 de abril último.

O total de propostas dos investidores para esta maturidade atingiu 785 milhões de euros, mais de 1,96 vezes o montante colocado.

O IGCP tinha anunciado para hoje a realização de dois leilões de Bilhetes do Tesouro para colocar entre 750 e mil milhões de euros.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo