Cultura

Educação: UMinho vence maior concurso do mundo para estudantes de chinês

Partilhe esta notícia!

Samuel Gomes, um jovem de 25 anos licenciado em Línguas e Culturas Ocidentais pela Universidade do Minho, venceu o prémio Melhor Performance Artística, no concurso Chinese Bridge, o maior concurso para estudantes de língua chinesa.

O jovem natural do Porto declamou um poema que lhe valeu a distinção, neste concurso que decorre em Huan, sendo Samuel o único português a participar por entre os 146 estudantes de 108 países distintos.

“Mais do que um concurso que coloca severamente à prova as nossas capacidades de comunicação em mandarim, o Chinese Bridge é, sobretudo, uma ponte de partilha intercultural em grande escala. Acabamos por conhecer pelo menos uma pessoa de cada país do Mundo e, afastados do conforto das nossas raízes, sentimo-nos internacionais”, escreve o jovem no sítio online da universidade minhota.

O poema premiado chama-se Qiang Jinjiu (“Trazei o Vinho”, em chinês), de Li Bai (701-762 D.C.), um dos maiores poetas da China Antiga.

“Inteiramente familiarizado com o seu contexto histórico-biográfico, significado, melodia, tempo, clímax e estado de espirito dualista, senti-me declamando as palavras otimistas e melancólicas de Li Bai como nunca antes o fizera, tentando embebedar o palco e o coração da plateia com a embriaguez de um sujeito poético que se tornara tão querido para mim. No fim, também ele se tornou aparentemente querido e marcante para todos. Aliás, entendes que conquistas o coração dos nativos quando um deles, já bêbado e abraçado a ti, na véspera da partida, te pede para que lhe recites o poema uma última vez e te agradece tal homenagem cultural”, finalizou Samuel Gomes.

 

Comentários

topo