Destaque

Governo quer que as autarquias se apropriem dos terrenos abandonados

Partilhe esta notícia!

A dúvida paira no ar em grande parte das autarquias portuguesas, com a recente reunião de António Costa com Marcelo Rebelo de Sousa, onde, e segundo avançou o Semanário Expresso, a passagem dos terrenos abandonados para as autarquias esteve em cima da mesa.

António Costa terá proposto ao Presidente da República que os terrenos abandonados passem a ser da competência das autarquias, algo a que Marcelo terá acedido, como forma de prevenção de incêndios.

Mas esta nova medida está a causar polémica por entre os autarcas locais, que não percebem bem como funcionará, uma vez que não será em definitivo, e os terrenos, depois de limpos, podem ser requisitados pelos proprietários. Segundo fonte do gabinete do Primeiro Ministro, não se trata de uma nacionalização, trata-se de retirar a posse temporariamente até os donos reclamarem a sua pertença.

Contactado pelo Semanário V, António Vilela, edil de Vila Verde, mostrou-se um pouco “confuso” com esse anúncio, uma vez que não está ainda nada decidido, mas que não concorda com o que saiu na imprensa, achando que “não faz sentido” este serviço por parte das autarquias, mas que espera “saber mais novidades sobre este assunto” para se poder pronunciar corretamente.

Com esta medida, há uma grande probabilidade do Governo ressarcir as autaquias com os gastos efetuados na limpeza dos terrenos visados

Comentários

topo