Destaque

Incêndio às portas de Vila Verde deixa população sem dormir

Partilhe esta notícia!

Incêndio florestal  que deflagrou em Mós, a meio da tarde de ontem, segunda-feira, tomou proporções descontroladas durante a madrugada de hoje, com várias frentes, chegando ao início da noite com três frentes ativas espalhadas entre Pico de Regalados, Prado São Miguel e Mós, entrando ao início da noite na freguesia de Dossãos, local onde há mais preocupação neste momento.

No terreno estão cerca de 200 bombeiros de dezenas de corporações vindas de todo o país, desde Aveiro, Coimbra e Porto, com os operacionais a combater o fogo durante toda a tarde e início de noite.

Algumas casas foram ameaçadas em Gondiães, com o fogo a chegar-se perto da Igreja Paroquial, que não chegou a correr real perigo. Também em Dossãos há registo de chamas perto das casas, levando os bombeiros a proteger casas com os veículos dentro dos quintais.

As chamas não estão a dar tréguas, com populares e bombeiros no terreno a combater o “inferno” que se instalou às portas de Vila Verde.

Um bombeiro, pertencente à corporação de Vila Verde, acabou por ficar ferido, embora não tenha sido diretamente o combate chamas.

Algumas estradas foram cortadas para facilitar o acesso dos bombeiros ao teatro de operações, segundo o vereador Patrício Araújo, responsável pela tutela da Proteção Civil, que esteve a acompanhar o incêndio no terreno, junto com o posto de comando.

 

Comentários

topo