Braga

João Lobo: “Os programas comunitários são os novos Caminhos de Santiago”

Partilhe esta notícia!

João Lobo, advogado de 64 anos, é uma das principais figuras políticas de Braga, e foi deputado durante o XX Governo Constitucional. Natural de Mós, foi presidente da Assembleia Municipal, e encontra-se “afastado” das lides políticas, embora não esconda que se sentir que o país necessita da sua experiência, poderá pensar regressar à vida política.

“A menor importação do leite por parte da China, e o facto dos produtores de leite europeu não poderem exportar para a Rússia, acabou por fazer com que haja uma super-produção, e decréscimo de rendimentos dos produtores, e isso é um problema muito sério. Todas as orientações politicas têm de conhecer a realidade antes de tomarem certas decisões. Não podemos correr riscos.

A Europa, se por força da geoestratégia mundial, coloca sanções, nomeadamente à Rússia, é um problema, pois influencia direta ou indiretamente, as relações das grandes potencias europeias com a própria Rússia. Os materiais estratégicos da Rússia deixam-nos dependentes. Isto provoca desequilíbrios na evolução dos sistemas políticos. Precisamos de líderes, que não temos.

A Europa precisa de líderes.”

(Leia a entrevista a João Lobo na edição impressa do V)

Comentários

topo