Destaque

Executivo do PSD de Vila Verde quer isenção de derrama para empresas que não ultrapassem os 150 mil euros de volume de negócio

Os vereadores do PSD da Câmara de Vila Verde  apresentam, na reunião do Executivo Municipal,  esta manhã de 19 de setembro, uma proposta que visa o incentivo ao investimento e criação de postos de trabalho em território Vilaverdense.

A maioria social-democrata propõe a isenção da taxa de derrama para as empresas com um volume de negócio que não ultrapasse os 150 mil euros, assim como para as empresas que, durante o ano de 2017, se instalem no território concelhio e criem três ou mais postos de trabalho.

Para a maioria PSD, o tecido empresarial vilaverdense “assume-se como parceiro crucial no desenvolvimento e aumento da competitividade de Vila Verde”.

O presidente da Câmara de Vila Verde, António Vilela, sustenta que “esta política fiscal amiga das empresas visa também aumentar a competitividade das mesmas e contribuir decisivamente para a dinamização e o fortalecimento do tecido empresarial concelhio.”

“Esta proposta exemplifica mais uma vez um impulso importante nos esforços que a câmara está a fazer para tornar o território do concelho de Vila Verde dinâmico e apetecível para os empreendedores aqui concretizarem os seus projetos empresariais e oferecerem oportunidades de trabalho aos vilaverdenses”, destaca.

António Vilela expressa ainda a convicção de que “a isenção de taxas pode constituir um estímulo à captação de novos investimentos e à instalação de novas empresas”.

“Com reflexos positivos no mercado de trabalho e na fixação dos jovens nas suas freguesias”, frisa.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo