Desporto

Loureira: Vem aí a corrida rural com obstáculos e muito património turístico a revelar

Uma corrida de obstáculos vai-se misturar com a ruralidade de Vila Verde, durante a primeira edição da Loureira Rural Race, que pretende criar a simbiose perfeita entre desporto e a divulgação de locais quase incógnitos por entre algumas freguesias vilaverdenses.

Com obstáculos de cariz natural, como pirâmides de madeira, paredes, pneus, poças de água, fardos de palha, andaimes, a tentação de os “esquivar” pode até ser grande, mas o castigo para cada obstáculo não superado será de dez flexões em frente a um “juiz”, o que deixará os atletas a pensar duas vezes na hora do “passo”.

São esperados cerca de 200 participantes nesta iniciativa, onde os atletas podem testar a sua destreza e resiliência física atravessando zonas campestres e aquáticas ao longo de oito quilómetros, durante uma corrida com obstáculos que podem ser surpreendentes, dada a sua natureza rural. Exemplo disso é um antigo tanque comunitário, que em toda a sua rústica, será adaptado para esta prova dando-lhe uso para os tempos modernos.

“Vai ser aliciante”, diz Daniel Sousa, responsável máximo da EJAH, entidade organizadora da prova, durante a apresentação que decorreu na manhã de sábado, no Salão Nobre da Câmara de Vila Verde.

Pedro Dias, presidente da Junta de Loureira, destaca a importância desta prova para a divulgação do patrímónio cultural da freguesia. “Estamos empenhados neste grande evento, a Loureira tem excelentes paisagens, muitas vezes desconhecidas por gente de fora, e esta é uma boa forma de se mostrar”, disse o autarca durante a apresentação da Rural Race, agradecendo a dinâmica da EJAH, e o apoio do Município.

António Vilela, edil de Vila Verde, agradece por sua vez à junta de freguesia e à EJAH, por organizarem este tipo de prova que traz “dinâmica” ao concelho, realçando a multifuncionalidade do evento. “A EJAH conseguiu mobilizar vários meios, criando uma atividade de turismo que valoriza os nossos rios, põe as pessoas a praticarem desporto e ajuda a desenvolver a economia local, para além das questões solidárias”, referiu Vilela, destacando ainda a “criatividade” da organização que permite não acarretar grandes despesas para o evento.

Esta prova, que é também de cariz solidário com a organização a atribuir parte das inscrições a uma instituição de solidariedade, atravessa quatro freguesias do concelho de Vila Verde – Loureira, Vila Verde, Ponte S. Vicente e Sabariz – e terá um percurso circular, com partida marcada para a Ponte Nova, pelas 15:00 horas do próximo dia 15 de outubro.

Com inscrições de 10 euros, até 2 de outubro, a Loureira Rural Race quer afirmar-se no panorama regional desportivo, trazendo um “evento que já tem ganho adeptos nos outros concelhos mas ainda incógnito para Vila Verde”.

Pode inscrever-se em http://www.stopandgo.com.pt/veventos.asp?idevt=46

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo