Cultura

Abriram as Festas das Colheitas de Vila Verde com Vilela “preocupado”

António Vilela, presidente da Câmara de Vila Verde, manifestou ao final desta manhã de terça-feira “preocupação” com a possibilidade de aumento do IVA no alojamento por parte do Governo. Em declarações proferidas durante a visita à Festa das Colheitas, que decorre até domingo no Campo da Feira no centro de Vila Verde, o edil afirmou que “está preocupado” com a intenção do aumento de cinco para 25% de IVA.

“Fiquei extremamente preocupado no último fim de semana, quando li no Expresso que o atual Governo se prepara para aumentar o IVA dos espaços de alojamento de cinco para 25%, o que vai desvalorizar os nossos territórios e promover a desertificação do mundo rural. Teremos que tomar medidas muito sérias para que esta medida não se concretize, é um atentado à atividade turística”, afirmou.

Na opinião de António Vilela, esta situação pode vir a ser um duro revés, pois o município tem tentado valorizar o mundo rural com inúmeras medidas.

“Com destaque para a isenção de taxas municipais a todas as construções na agricultura e atividades complementares.  Neste âmbito, foram também atribuído benefícios fiscais ao setor do turismo, com isenção de taxas municipais nas construções turísticas. Uma estratégia de desenvolvimento da economia local que poderá sofrer um árduo revés se o Governo concretizar as medidas que tem em carteira”, frisou.

A mostra Festas das Colheitas é um certame inserido na Rota das Colheitas e integra  a Mostra de Produtos Regionais e todos esperam “a melhor edição de sempre” num concelho marcadamente virado para a agricultura.

“Vila Verde contribuiu em grande parte para uma revolução na agricultura portuguesa, apresentando-se como um território de grande dinâmica”, garantiu António Vilela que visitou a festa. O autarca destacou ainda a “evolução notável de um certame que com 134 expositores” e mais de 50 iniciativas.

“Um evento consolidado que já ultrapassou largamente as fronteiras do concelho e com grande impacto a nível regional, nacional e até internacional, porque começamos a ter bastantes visitantes de Espanha”, destacou António Vilela.

O edil apontou a agricultura e o turismo como os setores âncora no desenvolvimento económico do concelho e do país.

 

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo