Cultura

Pedro Passos Coelho foi visita surpresa na Festa das Colheitas

Partilhe esta notícia!

Pedro Passos Coelho, líder do PSD, e antigo primeiro-ministro, fez uma visita “surpresa” à Festa das Colheitas, pouco passava das 12:00 horas deste sábado (8).

“É o primeiro-ministro”, ouviu-se por entre os visitantes da mostra de artesanato, que não ficaram indiferentes ao aparato mediático que se “ergueu” com a chegada do ex-governante. “Você não é primeiro-ministro porque lhe roubaram o lugar”, dizia uma assadora de castanhas enquanto beijava Passos Coelho. “Obrigado, minha senhora”, retribuiu.

Foi, de facto, uma surpresa para a grande maioria das pessoas que se encontravam na feira, por entre expositores de stand e visitantes, que não contavam com aquela visita.

Acompanhado por António Vilela, Rui Silva e José Manuel Fernandes, a comitiva deslocou-se à rua dos Bombeiros para ver passar o desfile de pecuária, seguindo depois para uma visita aos stands agrícolas.

“Lembra-se da prenda que lhe dei o ano passado?”, questionava uma das expositoras. “Foi um lenço?”, atirou Passos Coelho, confessando depois não se lembrar. “Foi um cesto de vime, feito com muito amor e carinho”, desvendou a expositora, enquanto António Vilela “salvava” um frango capão que se sentiu “importunado” pela numerosa comitiva.

Por entre abraços e beijos, Passos Coelho foi almoçar ao recinto da restauração, onde tirou algumas fotos com figuras públicas do concelho, e vários presidentes de junta.

Foi também nesse instante que a comitiva “laranja” ficou surpresa com outra visita que decorreu em simultâneo – a de Joaquim Barreto, líder distrital do PS, acompanhado de José Morais, Nídio Silva e de outras figuras ligadas aos “rosa” do concelho, com o antigo primeiro-ministro a fazer as honras de cumprimentar o adversário política. “Cá estamos”, disse, ao que Barreto respondeu “é verdade”.

Por entre a comitiva laranja, alguns acharam de “mau tom”, mas todos se cumprimentaram efusivamente, excepto António Vilela, que deu ar de não ter ficado satisfeito com a “coincidência” das  visitas.

(Leia a notícia completa na próxima edição do Semanário V, a 12 de outubro)

Comentários

topo