Destaque

Polémica: Transporte de staff da TVI em marcha urgente revolta Bombeiros de Vila Verde

Bombeiros Voluntários de Vila Verde (BVVV) foram “obrigados” pelo vice-presidente da direção, Paulo Renato Rocha, a trocar de veículo de transportes de doentes para um com “sirenes e rotativos” de forma a fazer “transporte urgente” da equipa da TVI “Somos Portugal”, para “evitar” as longas filas de trânsito da Festa da Colheitas.

O episódio, que está a ser amplamente criticado, ocorreu no passado domingo e está a deixar em revolta, também, os BVVV, pois nesse mesmo dia foram recusados vários socorros urgentes. Carlos Braga, presidente da direção, diz que “é normal”.

A situação ocorreu entre o percurso do Campo da Feira, onde decorria a Festa das Colheitas, e a Praça de Santo António, onde decorria o programa. A ambulância rodou de rotativos e com sirenes ligadas, levando os carros a desviarem-se e a subir passeios julgando tratar-se de um doente, mas não… era a TVI.

O Semanário V confirmou ainda, junto da Autoridade Nacional da Proteção Civil, que nesse mesmo período houve transportes urgentes, de socorro, recusados pelos bombeiros por falta de meios.

Carlos Braga, presidente da direção, afirmou ao V, que “é tudo normal” e que a situação se repete ao longo dos últimos anos. “É um serviço solicitado pela Câmara de Vila Verde”, frisou.

Ora, o V sabe que a situação não foi assim tão simples, e que Paulo Renato Rocha, que também é chefe de gabinete do edil António Vilela, ao ver chegar um veículo sem rotativos para transporte do staff da televisão telefonou para os operacionais bombeiros, que se encontravam há várias horas a combater incêndio florestal, exigindo a troca de veículos.

(Notícia completa na edição impressa nº40 do Semanário V, já nas bancas)

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo