Destaque

Direção e comando confirma caso “TVI” e referem a situação como “habitual”

A direção da Associação Humanitária (AH) dos Bombeiros Voluntários de Vila Verde (BVVV) confirma em comunicado, isto depois de Carlos Braga e vários vices da direção já o terem feito telefonicamente com o V, os factos que ocorreram no passado domingo com o transporte de equipa da TVI “Somos Portugal” em ambulância com sirenes e rotativos ligados para fugir ao trânsito. Factos esses que estão a levantar polémica.

Em nota enviada à imprensa, a direção confirma que é “habitual ao longo dos anos anteriores” o transporte, a pedido  da entidade que organiza o evento “Festa das Colheitas” (Câmara de Vila Verde), dos apresentadores da TV entre o palco principal e o recinto da feira devido “ao intenso tráfego automóvel que se faz sentir nesse dia”.

A direção confirma ainda, como avançou o V, que  “o transporte dos apresentadores foi utilizada uma ambulância de transporte múltiplo com marcha assinalada”, ou seja, com rotativos e sirenes ligadas, situação esta presenciado por centenas de pessoas.

A direção acrescentou ainda que a ambulância costuma apenas ser utilizada “exclusivamente ao transporte de doentes não urgentes, como fisioterapias e hemodiálises, de segunda a sábado, estando durante o domingo imobilizada”, levando, desta forma, a uma situação execional no passado domingo, confirmando mais uma vez que a ambulância não estava destinada a transporte “urgente” com sirenes e rotativos.

“Nunca esta ambulância é utilizada para socorro de emergência médica, porque não está equipada para tal”, volta a confirmar o comunicado.

No comunicado se lê ainda outra confirmação avançada pelo V, que os bombeiros recusaram nesse dia transporte de emergências.

“Nesse dia efetuaram-se durante este período do espetáculo, sete emergências, tendo sido recusadas três emergências, em virtude de na tarde do mesmo dia, os operacionais estarem destacados no combate a cinco incêndios florestais”, lê-se no comunicado.

Recorde-se que a situação já levou inclusive ao pedido de demissão por parte de alguns sócios de Paulo Renato Rocha, vice-presidente da direção e chefe de gabinete da presidência da Câmara de Vila Verde.

comunicado-ahbvvv

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo