Destaque

“Estou inocente e vou até ao fim para o provar”, afirma José Faria

José Faria, presidente da Junta de Vila Verde e Barbudo, reafirma que “está inocente” e que vai “até ao fim” para provar aquilo que considera ser “uma injustiça” no caso que o mantém “afastado” do Crédito Agrícola. Como avançou o V, dando conta do indeferimento de novo recurso de José Faria a propósito de alegado desfalque no banco, José Faria frisa que “não se tratou de indeferimento, mas sim de uma não aceitação” do Supremo Tribunal de Justiça (STJ).

“Há um conjunto de procedimentos para recorrer para o STJ. Eles não aceitaram o nosso recurso”, refere José Faria ao V, que acrescenta ainda que “estou inocente”.

“Vou até às últimas consequências para provar isso mesmo. Estou de consciência tranquila quanto ao caso”, frisa.

O autarca de Vila Verde e Barbudo recorda que “não disse que saía da junta” caso se viesse a provar culpa no caso. “Disse sim que caso fosse culpado, já tinha saído há muito tempo. Como acredito na minha inocência, mantenho-me em funções”, refere, admitindo “incómodo político” como caso.

“Não é fácil, pois sei que estou inocente. Politicamente não é uma situação agradável”, frisa José Faria, que assumiu corrida a novo mandato à junta, faltando-se saber se será com o apoio do PSD ou não.

 

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo