Destaque

Aberto inquérito a acusação de que Centro de Saúde de Vila Verde recusou assistir idosa

Partilhe esta notícia!

O Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Gerês-Cabreira vai abrir um inquérito face à denúncia da alegada indisponibilidade do Centro de Saúde de Vila Verde para socorrer uma idosa que hoje se sentiu mal a 10 metros daquela unidade.

“Vamos abrir um inquérito para apurar como tudo se passou, na certeza de que assistência não se pode negar a ninguém”, disse o presidente do Conselho Clínico e de Saúde daquele ACES.

Raul Borges sublinhou que, neste momento, não é possível concluir se houve ou não violação do dever de auxílio por parte dos profissionais de saúde daquele Centro de Saúde.

“É preciso apurar como tudo se passou, nomeadamente a quem foi feito o pedido de auxílio e quem porventura o negou”, acrescentou.

Uma idosa sentiu-se mal na Segurança Social de Vila Verde, situada mesmo em frente ao Centro de Saúde.

Os populares chamaram a ambulância e, enquanto aguardavam, foram ao Centro de Saúde, pedir ajuda.

Uma ajuda que, acrescenta o mesmo jornal, “foi negada pela ala hospitalar”, justificando que não havia médicos disponíveis para atender.

Com a falta de disponiblidade dos Bombeiros Voluntário de Vila Verde, por falta de “recursos humanos”, acabou por ser os Bombeiros Sapadores de Braga a socorrer a mulher de 73 anos.

A mulher acabou por ser transportada para o Hospital de Braga.

(Notícia completa na edição impressa do V, 11 de dezembro)

Comentários

topo