Destaque

Godinhaços. Falta de rede de operadoras móveis preocupa moradores

Partilhe esta notícia!

O sinal de rede móvel em Godinhaços preocupa a população e Fernando Sousa, gerente de uma empresa que se dedica ao corte de madeira, está indignado com a situação. “Corto madeiras um pouco por todo o concelho e em vários locais não tenho rede” desabafa o madeireiro, alertando para o risco que corre por “ter de deslocar cerca de 400 metros de alguns locais para poder fazer uma chamada”.

Mas também em Nevogilde, no lugar da Boca, “a rede é pouca”, alerta Carlos Macedo, residente no local. “Também se experimentar fazer a viagem entre a igreja de Esqueiros e a Portela das Cabras, vai perceber que sinal de rede é raro nesse percurso”. Carreiras, Dossãos e Goães são outras freguesias onde a rede “anda aos saltos”.

Mais de mil freguesias vão ter antenas mas nenhuma é de Vila Verde

A ANACOM, que detém a função fiscalizadora e sancionadora das operadoras móveis, está “atenta” a este tipo de problemas e aperta o “cerco” às operadoras que não cumpram com os desígnios.

Ilda Matos, responsável de comunicação da empresa, informou ao Semanário V que “são cerca de mil freguesias a nível nacional que vão ver instaladas antenas de operadoras durante o ano de 2017”. No entanto, nessa lista não constam freguesias de Vila Verde, para além da já “resolvida” situação de Aboim da Nóbrega e apenas na rede NOS.

(Notícia em destaque na edição impressa nº54 do Semanário V, já nas bancas)

Comentários

topo