João Luís Nogueira

Opinião de João Luís Nogueira: “Aquilo que nos irrita nos outros deve levar-nos a uma reflexão sobre nós mesmos”

Há “Vultos” em Vila Verde que teimam em dividir os Vilaverdenses e colocar as suas instituições umas contra as outras, condicionando e manipulando o pensamento livre e democrático.

A instrumentalização das associações e instituições com promessas e ameaças pode produzir medo e desconfiança, na sociedade; a intimidação, é própria de quem julga que tem o poder de influenciar os seus comportamentos e atitudes em prol de um poder gasto e de duvidosa seriedade intelectual; a amizade que reina numa política, não é perene, é interesseira e gera a troca de favores e compromissos desprovidos de transparência e legalidade.
A dimensão do serviço público correto e linear, não se adquire com favores ou frases bonitas, acusações torpes e soezes.
Os “Vultos” germinam e alargam os seus tentáculos, na tentativa desesperada de manutenção do poder, vale tudo, intriga, mentira, manipulação, crispação e incumprimento dos acordos.

Para melhor servir os seus correligionários e eles serem bajulados, o que pretendem mesmo, é serem “Deuses”; a lei e os regulamentos são para os servirem e não para serem cumpridos por eles, só pelos outros.

Assistimos à constante permanência de ataques pessoais e desrespeito pelas ideias dos outros, à desautorização e falta de respostas às dúvidas e questões colocadas pelos eleitos no exercício dos seus direitos democráticos. Questionar e escrutinar a gestão autárquica de serviço público, é um dever e um ato de cidadania!

A cassete institucional de que “Vila Verde tem sido alvo de notícias pela negativa, que em nada contribuem para o desenvolvimento do concelho e só criam instabilidade no seio das instituições que nos merecem o maior respeito”, mais parece uma narrativa de arrogância e prepotência; a instabilidade e falta de confiança está no modelo de gestão que a autarquia adotou, do quero posso e mando sem respeitar os direitos dos outros, a mentira e a falta de cumprimento dos acordos escritos e verbais são parte da instabilidade e confiança instalada em Vila Verde com todos os riscos que trazem para a economia e bem-estar dos Vilaverdenses.

Não é mais que criticar por criticar alternativas políticas credíveis para melhorar o desempenho e comportamentos no desenvolvimento e gestão de projetos sustentados e de interesse coletivo, na captação de investimento para criação de riqueza é bem-estar dos Vilaverdenses, a diversidade de pensamento e a dialética dos diferentes pontos de vista é a nossa riqueza que tem que ser intensificada, diria mesmo que é a riqueza da democracia, ouvir mais e acusar menos. A construção de alternativas políticas é um direito e um dever de qualquer cidadão e é uma vantagem para todos.

Os “Vultos” têm um código de conduta que denomino de os “DEZ MANDAMENTOS” do “Comunismo Branco” :

1-Odeiam todos aqueles que são mais bem sucedidos que eles.
2-Odeiam todos aqueles que têm uma situação de vida melhor que a deles.
3-Perseguem aqueles que têm uma opinião diferente.
4-Atacam a livre manifestação de pensamento que é um perigo, a não ser que seja o seu próprio pensamento.
5-Vantagens e benefícios apenas para os seus parentes e correligionários.
6-Se os fatos não confirmarem o que eles querem passar para o povo, manipulam pesquisas, inventam razões, e defendem milagres populistas.
7-Se eles não têm capacidade para terem o que querem, juntam os correligionários invejosos para criticar e dizer mal acusando-os em cartas anônimas de negócios duvidosos, os que têm, justificando isto com justiça e transparência.
8-Democrático, justo e politizado, são apenas as pessoas que pensam como eles, os outros são destabilizadores, mentirosos e traidores. “Personagens”!
9-Projetos, desenvolvimento, economia e criação de condições de bem-estar é só com eles, os outros são despesistas corruptos e incompetentes.
10-Inovação e empreendedorismo e trabalho é só com eles, os outros são incapazes, incultos e preguiçosos.

Infelizmente, tal como em Vila Verde, há “Vultos” por todo o lado!

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo