Destaque

Cabanelas. Junta de Agricultores não tem eleições nem atividade fiscal mas tem “um presidente”

 

Fernando Xavier assume ser o atual “presidente” da Junta de Agricultores do Regadia de Cabanelas, associação esta que segundo a Autoridade Tributária das Finanças “não existe” desde 2001. Situação que Fernando Xavier, também atual presidente da Caviver, confirma de ponto de vista da atividade financeira.

“Não tem atividade nas finanças, mas esta existe e está a funcionar. Não houve nenhuma dissolução”, afirma Fernando Xavier, acrescentando que tem autorização do Ministério da Agricultora.

A questão surge depois de dúvidas levantadas quanto à legalidade do funcionamento da “Junta”. “O Ministério da Agricultura assumiu o projeto do regadio, pois nós não tínhamos capacidade, e então ficou decido não haver mais atividade da junta de agricultores, mas nós existimos”, disse Fernando Xavier.

O então “atual presidente” confirma a inexistência de eleições na Junta de Agricultores desde 2001, curiosamente “a mando da direção geral da Agricultura”.

“Como o processo do regadio, da obra e financiamento, passou para o Ministério da Agricultura, então eles disseram ficarmos até ao final do da conclusão da obra. Decidimos não fazer eleições porque eles queriam que não houvesse outras interferências. Passamos a ser uma espécie de assessores”, revelou Fernando Xavier.

A Junta de Agricultores do Regadio de Cabanelas devia ter eleições de dois em dois anos, mas não tem qualquer processo eleitoral desde 2001. Mesmo assim Fernando Xavier diz que está tudo legal. “Eu sou o presidente da junta”, destacou.

Recorde-se que Fernando Xavier veio a público reclamar que ninguém quis saber do regadio nos últimos anos, assumindo-se mesmo o grande responsável pela obra que vai surgir entre Cabanelas e Soutelo. “Nem a Câmara de Vila Verde nem o PS, nem ninguém quis saber do regadio. António Vilela disse mesmo que este nunca ia ser construído. Apenas Agostinho Lopes, da CDU, é que se preocupou”, diz.

Fernando Xavier afirma que está agora em constituição uma Associação de Regantes.

(Notícia completa na edição impressa do V, 8 de março)

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo