Destaque

Justiça. Sociparque e Câmara de Vila Verde vão para tribunal

O processo dos estacionamentos concessionados marcou a última reunião de câmara, realizada na passada segunda-feira (6), em Vila Verde, com o Partido Socialista (PS) a querer “um sistema de cobrança de estacionamento à superfície explorado pelo município”, ao invés de “um privado de Braga”.

Este “protesto” surge depois da empresa Sociparque ter enviado comunicado à imprensa “denunciando” irregularidades nas cobranças por parte do Município de Vila Verde, avançando com ordem judicial contra a autarquia. Segundo a empresa, os fiscais ao serviço da Câmara “abusam de funções”, escolhendo os veículos que querem multar e os que deixam passar. A mesma empresa acusa ainda o executivo municipal de “inércia”, e de deixar por cobrar um total de 600 mil euros, só em 2016.

Segundo a autarquia, essas afirmações são infundadas, e os técnicos têm toda a formação necessária para a função. A autarquia está inclusiva com um processo contra a Sociparque devido à duplicação de fiscalização, após casos em que as multas têm de ser pagas à Sociparque e à Câmara de Vila Verde, algo que o município considera “injusto”.

(Notícia completa na edição impressa n.º 61 do Semanário V, já nas bancas)

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo