Destaque

Rio Homem. Pescador desaparecido ainda não foi encontrado e buscas foram suspensas

A busca por um pescador que está desaparecido desde ontem quando saiu para pescar no rio Homem foram suspensas pelas 19:30 horas desta sexta-feira (31), adiantou ao Semanário V fonte dos Bombeiros de Vila Verde (BVVV).

Depois de uma extensa procura durante a tarde desta sexta-feira ao longo das margens do Homem, cerce de dezena e meia de elementos dos BVVV, GNR de Vila Verde, GNR de Amares e Bombeiros Voluntários de Amares, deram por suspensas as buscas, devido ao anoitecer, retomando amanhã de manhã.

Segundo foi possível apurar, o homem trata-se de Manuel Mendes, mais conhecido como “Manuel Fofinho”, com 67 anos e residente em Fiscal, Amares, reformado como vigilante do canal de regadio que liga Sabariz a Cabanelas. O homem terá saído ontem para pescar no rio Homem, o que já é habitual, e não regressou a casa.

O alerta foi dado pelos filhos, mobilizando numa primeira fase a GNR de Vila Verde, que procurou o homem durante a manhã, e depois os Bombeiros de Vila Verde, que rastrearam as margens do rio Homem entre a Ponte Nova, na Loureira, até à ponte de Caldelas, em Amares, local onde Manuel Nunes costuma também pescar. Uma equipa de mergulhadores dos Bombeiros de Amares também esteve envolvida nas buscas.

Segundo Luís Morais, adjunto de comando da corporação vila-verdense, as buscas ficaram concentradas entre a zona de Sequeiros e Fiscal, no concelho de Amares.

No entanto, segundo relatos de moradores, o homem utiliza vários pontos de pesca nas margens ribeirinhas de Vila Verde, entre Sabariz e Cabanelas, “por conhecer o percurso”.

Segundo relatos de vizinhos, Manuel Mendes conhece a margem ribeirinha como ninguém. “Este é o rio dele”, indicou António Fernandes, vizinho do desaparecido.

(Notícia completa na edição impressa do Semanário V, a 5 de abril)

 

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo