Desporto

Daniel Faria. “Gastei 700€ por dia para voltar ao futebol”

Partilhe esta notícia!

Daniel Faria foi um dos melhores defesas da sua geração… até que um dia os destinos da vida lhe fizeram uma finta. Ao V, o antigo craque do Gil Vicente, conta que o amor pelo futebol foi à primeira vista. “Tinha oito anos quando comecei a jogar futebol”, conta ao V. “Foi no Ferreirense, onde o meu pai era presidente e eu ia com ele… a partir desses tempos passei a pensar só em futebol”, acrescenta o atual diretor desportivo do Merelinense.

A formação foi feita entre o Ferreirense e o Ginásio da Sé, até que ingressou no Gil Vicente aos 13 anos. Aos 16, batia recordes, assinando o primeiro contrato profissional, e ficou por Barcelos nas 10 épocas seguidas, onde se assumiu como patrão da defensiva barcelense.

“Estive ainda emprestado ao Atlético de Valdevez, mas depressa regressei ao Gil”, conta o antigo defesa-central que também cumpria na direita. “Adaptava-me bem a todas as funções em campo”, revela o craque que nunca mais esquece a vitória frente ao FC Porto. “Ganhámos em Barcelos por 3-1, foi o jogo que mais me marcou… Nessa noite nem dormi”, confessa.

Mas o azar bateu cedo à porta de Daniel Faria. Aos 27 anos, fez três operações ao mesmo joelho, num espaço de dez meses, o que arruinou as possibilidades de continuar a carreira.

(Notícia completa na edição impressa  n.º 83 do Semanário V, já nas bancas em Vila Verde, Braga e Amares)

Comentários

topo