Destaque Vila Verde

Causas. Intermarché doou fardas e cheque em dinheiro aos Bombeiros de Vila Verde

Fernando André Silva

O Intermarché de Vila Verde procedeu esta manhã de sábado à entrega oficial de cinco fardas de combate a incêndios florestais aos Bombeiros de Vila Verde.

José Cepa, gerente, fez questão de salientar que, para além da entrega das cinco fardas, há também a oferta de um cheque no valor de 1500 euros para aquela corporação. “São os nossos heróis”, disse o gerente durante o discurso de entrega, salientando o profissionalismo e a abnegação dos operacionais bombeiros durante os últimos incêndios.

Também Carlos Braga, presidente da Associação Humanitária, agradeceu o gesto, lembrando que “esta casa já nos tem dado muito apoio, nomeadamente através de subsídios e de kits para os bombeiros”, disse Carlos Braga, agradecendo “em nome pessoal e da corporação”.

Já Luís Morais, comandante em exercício dos BVVV, começou por relembrar o grande incêndio de Mós, em 2016, salientando que “foi o senhor [Cepa] que nos alimentou a todos e enquanto eu estiver à frente do quartel, nunca vou esquecer isso”. “Esta casa tem nos habituado bem e este equipamento permite que os nossos 63 homens possam estar devidamente equipados durante os incêndios florestais”, disse Luís Morais, revelando dados “assustadores”. “Este ano já vamos com mais de 200 ocorrências de incêndio que foram combatidos quase na totalidade pelos Bombeiros de Vila Verde. Se isto não é operacionalidade então não sei o que é…”, disse o comandante. “Ainda no domingo conseguimos fazer um grande trabalho em Oleiros, não havendo nenhuma vítima mortal”, prosseguiu, deixando o elogio aos “homens que são excepcionais”.

Em cerimónia realizada nas instalações daquela superfície comercial, estiveram presentes cinco bombeiros, o comandante em exercício, a gerência do Intermarché e a direção da Associação Humanitária dos Bombeiros de Vila Verde.

Comentários

Acerca do autor

Fernando André Silva

Fernando André Silva

Jornalista