Braga Destaque

Braga para Todos. Lança petição a pedir “circo sem animais” a Ricardo Rio

Picture taken October 31, 2012. REUTERS/Stringer
Redação
Escrito por Redação

O movimento cívico Braga para Todos pede ao atual executivo que proíba o recurso a animais no circo e promova as artes circenses enaltecendo apenas o talento humano, e não “quem não pediu para ser parte do espetáculo e é obrigado a fazê-lo”. Em comunicado, o movimento acusa o atual executivo de “falta de visão quando o assunto é construir uma sociedade para todos”.

Segundo Elda Costa, porta-voz do movimento, “há uma reserva em evoluir por parte deste executivo, ainda vivem presos a paradigmas do passado, em Braga tudo o que é festa ou promove algum político com cargo é aprovado e aplaudido, mas ao contrário não têm maturidade de viver com uma oposição construtiva, nós gostávamos efetivamente de ouvir a opinião do Ricardo Rio sobre este tema”.  Elda Costa refere ainda que já foram feitos contactos para quinze minutos de audição.

“Não faz sentido alguém, que se consideram amigo dos animais, e sensível ao seu sofrimento ver algo benéfico no circo e no que está por trás do espetáculo, que são os bastidores, sem qualquer glamour e na verdade prisões onde estes animais permanecem toda a vida”, acrescenta a porta-voz do movimento Braga para Todos.

O movimento diz nada ter contra a arte circense e acha que esta “devia ser mais apoiada e ter acesso a salas como o Theatro Circo”. Mas não aceita o uso dos animais.

“Vivemos em pleno contra- senso, por um lado defendemos que os animais são seres dotados de sensibilidade, mas então como aceitamos tirá-los do seu habitat natural e colocá-los em jaulas e em atuações onde são manipulados por autoridade para satisfazer o capricho humano? Alguém é assim inocente, que acha que um leão tem prazer em saltar rodas de fogo? Por um lado somos seres evoluídos, por outro continuamos a cometer os erros do passado, mas com outras vítimas. Se hoje parece um ato bárbaro, para a maioria das pessoas ter um escravo, com será que vamos pensar daqui a séculos, quando nos apercebemos que usamos espécies em vias de extinção para nos divertirmos e pior para educar as crianças. O recurso a animais no circo é ato bárbaro e devemos exigir que termine em Braga, e isso depende apenas da decisão do executivo”, refere o movimento.

O Braga para Todos lançou recentemente uma petição, que já duplicou o número mínimo de assinaturas para ir à assembleia municipal, no entanto deixa o apelo “a todos que assinem e partilhem, pois se houve alguma evolução nas políticas de proteção animal na cidade foi em parte porque os bracarenses se uniram em torno de uma petição e foram massivos a partilhar”.

“É importante os cidadãos e as cidadãs elevarem a voz, Braga parece sem rumo, a oposição parece não ter nada a dizer, Ricardo Rio continua a achar que se governa de cima para baixo e isso não pode, nem deve acontecer”, referem.

A petição além de pedir a proibição do circo sem animais enumera uma série de questões que a prática fomenta como o tráfico de animais, os maus-tratos, más condições das instalações, face a jaulas de pequeno porte para grandes animais e o stress físico e psicológico a que os animais estão submetidos.

Quanto ao hábito dos pais levarem as crianças ao circo, o movimento acredita que é um ocultar da realidade dos bastidores e talvez, se as crianças soubessem o que está por trás da cortina vermelha, “não houvesse tantos espetáculos com animais e a baixa adesão do público obrigasse a mudar de estratégia transformando os eventos numa forma de fomentar o talento humano, longe da dor que se perpetua”, finalizam.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação