Braga Cultura Destaque

Braga. Um barbeiro, um escuteiro, um jornalista e um professor homenageados em São Vicente

Redação
Escrito por Redação

Albano Pinto Machado (barbeiro das Palhotas) Manuel Ferreira Gonçalves da Silva (Chefe Nelito, antigo chefe dos escuteiros de S. Vicente-agrupamento 19), Pedro Leitão  (jornalista) e Constantino Gonçalves (Tino – antigo professor e elemento da direcção do Agrupamento de escolas Francisco Sanches), estes dois últimos a título póstumo, foram as quatro personalidades agraciadas pela Junta de Freguesia de S. Vicente, no passado dia 7 de dezembro. A sessão solene teve lugar na Aula Magna da Faculdade de Filosofia de Braga e serviu para assinalar os 84 anos da criação da freguesia vicentina.

Com auditório cheio, Jorge Pires, presidente da Junta de Freguesia de S. Vicente, agradeceu às entidades, associações e demais entidades da freguesia e também à Câmara Municipal de Braga, pelo trabalho desenvolvido por todos em prol da promoção e desenvolvimento da freguesia e dos vicentinos ao longo do último ano.

O chefe do executivo vicentino destacou no seu discurso que o “Dia da Freguesia” é um dia de celebração e um dia de reflexão do que se fez menos bem. O autarca agradeceu de forma muito especial à equipa de voluntariado que trabalha directamente na Loja Social da Freguesia, acreditando, assim, nos valores da liberdade, da fraternidade e, sobretudo, da igualdade. Jorge Pires prometeu continuar o combate à pobreza e à exclusão social, sempre no sentido de defender e exigindo os direitos dos vicentinos, sempre na esperança que os próximos aniversários sejam celebrados com muito mais alegria.

Por sua vez, Rosa Carvalho, presidente da Assembleia de Freguesia, destacou na sua intervenção que “a relação entre a freguesia e os fregueses tem de ser muito mais do que um relacionamento de mero conhecimento ou de prestação d serviços. Só trabalhando em equipa é que é possível alcançar melhores condições económicas, sociais, religiosas e estruturais que vão beneficiar todos, independentemente de géneros, idades, cores políticas ou credos”, salientou.

Para Rosa Carvalho, “a crítica é importante, contudo, esta não pode ser só negativa, tem de ser e deve ser também positiva, pois só com atitudes positivas, construtivas e pró activas é que poderemos progredir enquanto cidadãos”. A sessão solene ficou completa com uma palestra sobre “A importância da água subterrânea em ambientes urbanos – exemplo de Braga” a cargo dos palestrantes Bruno Pereira, Luís Gonçalves e Manuel Pereira, todos pertencentes ao Clube de Geologia de Braga.

A animação musical esteve a cargo do Grupo de Música Regional “Os Cabeçudos” que animaram a noite com temas bem populares.

A apresentação da sessão solene das comemorações dos 84 anos na criação da freguesia vicentina esteve a cargo de Domingos Alves (vogal para a Cultura) e de Maria José (elemento da assembleia de freguesia). Marcaram ainda presença no evento, para além dos restantes membros do executivo, assembleia de freguesia e Firmino Marques (vice-presidente da CMB) personalidades civis, militares, religiosas e académicas.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação