Braga Cultura Destaque

Cultura. Já há um roteiro para visitar torres sineiras de Braga

Fernando André Silva

As mais famosas torres sineiras de Braga vão ser alvo de uma visita coordenada com explicações históricas, no próximo dia 16 de dezembro, a cargo das associações Braga+ e JovemCoop, avança Luciano Duarte, da Braga+, em comunicado.

Este é mais um roteiro destas associações que visitam e criam percursos pelo património bracarense, e desta feira terá um cariz solidário.

“Os participantes serão convidados a trazer uma garrafa de azeite,que será posteriormente doada à Comissão Social de São Vitor com o escopo de compor os cabazes de Natal que são entregues às famílias mais carenciadas”, refere o comunicado.

A iniciativa tem início marcado pelas 10:00 horas, junto da igreja de São Vitor e o percurso vai permitir o acesso ao topo das torres sineiras.

Segundo as associações, vão ser ainda incluídas passagens pela igrejas de São Vitor, São Vicente, Carmo, Santa Cruz e Basílica dos Congregados. Em cada um dos lugares vai ser efetuada uma contextualização histórica.

Torres sineiras

As torres sineiras, estruturas destacadas dos espaços de culto cristãos, tinham como função propagar o ritmo dos sinos ao território circundante.

Na Idade Média poderiam ainda ter a missão de vigilância em tempos de tensão e ameaça.

Para além de uma função comunitária assinalável, informando a população sobre emergências ou acontecimentos, para além do sinal horário.

Até há pouco tempo, as torres sineiras eram a edificação mais elevada das cidades, aldeias e vilas, detendo, por isso, uma perspetiva privilegiada sobre os territórios onde estão implantadas, sendo também, geralmente, construções com enorme valor arquitetónico.

Comentários

Acerca do autor

Fernando André Silva

Fernando André Silva

Jornalista